domingo, 17 de março de 2013

Norwegian Breakaway (actualizado)


Lá fora continua a nevar. Este ano parece que o Inverno não deixa a Primavera chegar.
É por isso um bom Domingo para escrever o postal que prometi com o resto das fotografias do navio Norwegian Breakdown.
Incluí algumas novidades em HDR e também um álbum com as fotografias tradicionais.
Como poderão ver nas fotografias, quando um navio deste porte atravessa a paisagem local é grande o número de espectadores, que se espalham ao longo do rio Ems, ou então que vão acompanhando o navio, escolhendo os melhores locais ao longo do dique, até ao porto de Emshaven (nos Países Baixos).
Já referi no postal anterior: é o maior navio de passageiros construído na Alemanha. São 324 metros de comprimento, quase 40 metros de boca (largura na maior secção transversal), 146 000 toneladas de deslocamento, 4000 passageiros.
Deixou os estaleiros da Meyer Werft em Papenburg e "subiu" no dia 13 o rio Ems, até Emshaven. Aí deverá ficar algumas semanas em preparativos até efectuar a viagem inaugural.
Pode ver mais informação sobre o navio no postal anterior e na Wikipédia:
(Continua...)
 
Nesta primeira parte do percurso desde Papenburg, o navio "subiu" o rio de marcha a ré, daí a sequência da fotografias, no Slideshow (16 fotografias):
 
(Se o slideshow não aparecer em formato reduzido tente recarregar a página)


 
 
Aqui o navio aproxima-se da Jann-Berghaus-Brücke, uma ponte levadiça do lado ocidental da cidade. É uma das maiores pontes levadiças da Europa Ocidental.
A passagem do navio é feita com pouca "folga" pois este navio tem quase 40 metros de boca e a ponte, na parte que levante, terá cerca de 45 metros.
Depois destas fotografias era minha intenção ir até à ponte mas entre os espectadores encontrámos uma senhora muito simpática que nos convidou para tomar um chá, e assim terminou uma tarde bem passada :-)
Se porventura procurarem com o nome do navio no Youtube irão encontrar alguns filmes interessantes, inclusivamente da passagem do navio nesta ponte.
 

2 comentários:

  1. Como já tenho dito, nunca fiz um cruzeiro. Primeiro porque receava a “ondulação”, e agora porque prefiro passar um mês em Portugal e fazer pequenas viagens. Mas um dia, ainda hei de fazer um cruzeiro de uma semana. Não me consigo imaginar fazer parte de uma multidão de 4 mil pessoas! Um mundo! Mas se há algum problema à semelhança do que aconteceu a três navios da Carnival...

    ResponderEliminar
  2. Ah! Imperdoável o meu esquecimento. As fotos estão um verdadeiro espanto! Aliás, como é de esperar de tão exímio fotógrafo!

    ResponderEliminar