segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Prevendo o futuro


Não é difícil.
Na Natureza repete-se todos os anos. Nas outras coisas é melhor fazer como um professor que dizia que convém fazer previsões a longo prazo, para que os que cá estão já não se lembrarem ou então já não estar cá quem faz as previsões :-)
Esta, da cegonha e dos campos de colza, é já para acontecer em Maio :-)

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

O pão da manhã


É quase um ritual a ida de bicicleta até à padaria mais próxima para ir buscar pão fresco para o pequeno-almoço.
E que frescura estava hoje! Sete 7 graus negativos que, com o factor do efeito do vento, se faziam sentir como 14 negativos.
As lágrimas que escorriam dos meus olhos, por causa do vento a bater na cara, só não caíam no chão como pequenas pedras de gelo talvez por causa do sal natural das lágrimas :-)
Mas apesar do frio a manhã estava radiosa e bonita. Bem agasalhado, nem um alentejano na frísia tem frio...
E nos próximos dias o tempo vai ficar "mais quentinho"  (é tudo uma questão de relatividade :-).

(Em parêntesis as temperaturas com o factor do efeito do vento)

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Bicicletas (1ª parte)


Em muitas cidades da Europa a bicicleta é um meio de transporte muito utilizado e faz parte da cultura das pessoas a sua utilização quase preferencial.
Na região do Norte da Alemanha, devido ao terreno pouco acidentado a utilização das bicicletas  será ainda  mais favorável.
Há muito que queria falar das bicicletas e da importância que têm em quem vive por estes lados. A bicicleta é o meio de transporte mais utilizado para muita gente, por ex. estudantes ou idosos (que muitas vezes nem carro têm).
Decidi começar por mostrar alguns sinais de trânsito (de bicicletas) na região :-)


quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Zooming

Divagando "fotograficamente" sobre um estudo aguarelado dos últimos dias...
No outro blogue está mais um zooming (clicar para ver).

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

A Casa da Balança

A Casa da Balança à esquerda e a Câmara Municipal de Leer (Rathaus) ao centro

A Casa da Balança de Leer está situada junto ao rio Leda e mesmo ao lado da Câmara da cidade.
A sua história inicia-se em 1508 com a atribuição dos direitos comerciais à cidade pelo Conde Edzard, o Grande, que queria assim contrariar a hegemonia comercial holandesa da cidade de Groningen (a 70 km) na região.
Foi então que passou a existir o  Gallimarkt, que já mostrei aqui noutros postais, e que é um dos eventos mais antigos da Alemanha.
Seguindo o exemplo de outras cidades, aos agricultores juntaram-se os artesãos,  organizados em grémios no virar dos séculos XV e XVI. O primeiro grémio foi o da panificação, um pouco mais tarde o dos tecelões de linho, que acabou por ser o mais importante na cidade de Leer. E depois outros: no final do séc. XVI havia ferreiros, alfaiates, sapateiros, marceneiros, cervejeiros, tintureiros, açougueiros, vidraceiros, cesteiros, pedreiros, comerciantes diversos e até um músico!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Appingedam (NL)


Appingedam é uma pequena cidade do lado de lá da fronteira, no lado holandês.
Paisagem não muito diferente mas aqui e acolá há sempre umas novidades :-)
As cozinhas "suspensas" sobre o canal ou a igreja, que mostro mais abaixo, são realmente aspectos muito interessantes.


No mapa do turista está assinalada como Igreja de S.Nicolau...

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Verão de Inverno


Muita chuva e imenso vento mas em termos de temperaturas é uma espécie de Verão de Inverno.
Ontem esteve um sol bonito e os patinhos de Leer apreciaram...