terça-feira, 18 de novembro de 2014

Tristeza


É sempre com muita tristeza que vejo árvores serem cortadas.
"É o progresso!", dirão alguns. Estou certo que com inteligência e menos interesse pelo lucro se conseguiria evitar danificar tanto a natureza que nos circunda.
O começo da construção de um novo bairro no terreno mesmo ao lado da nossa casa trouxe alguns inconvenientes, barulho, sujidade, e a perda de uma vista que tinha uma beleza natural e nos dava a sensação de vida no campo.
Mas tudo isso custa menos do que ver aquelas árvores serem decepadas em dois dias.
Ontem um homem preparou o trabalho que hoje uma grua acabou.
Ouvi a serra e a máquina, fui lá fora tirar umas fotos, depois vim para dentro, percorri pastas com muitas fotografias e escolhi algumas. 
São imagens que nunca mais poderei ver e fotografar. :-(









Lá ao fundo, ladeado pelas árvores, havia uma caminho de terra que percorri diversas vezes, de bicicleta e a pé. 
Daquela fiada de árvores só lá está uma, penso que por pouco tempo...

Sem comentários:

Enviar um comentário