quinta-feira, 20 de junho de 2013

Zaanse Schans (NL)


Zaanse Schans é um bairro de Zaandam, perto Zaandijk, no município de Zaanstad (não muito longe de Amesterdão), na província da Holanda do Norte.
Aí existe uma colecção de moinhos de vento e casas históricas muito bem preservadas. São aproximadamente 35 casas, de toda a região, que foram transferidas para o museu ao ar livre, na década de 1970.
A ideia da preservação dos moinhos partiu de uma iniciativa da Sociedade dos Moinhos de Zaanse Schans, fundada em 1925 pelo artista e professor francês Mars, que compreendeu que com a perda da sua importância económica na região os moinhos tenderiam a desaparecer, perdendo-se assim uma parte importante da cultura da região.
De mais de um milhar de moinhos que existiam nas margens do rio Zaans ainda restam 13 exemplares, 6 em Zaanse Schans.
O museu Zaans, fundado em 1994, faz parte do conjunto.
Zaanse Schans é uma das atracções turísticas mais populares da região e um ponto de visita da Rota Europeia do Património Industrial.
Este local atrai cerca de 900 mil visitantes por ano.
Os moinhos de vento foram construídos depois de 1574. Alguns são réplicas de originais. Todos têm nomes, que podem ser lidos aqui:
http://en.wikipedia.org/wiki/Zaanse_Schans

Interessante é ver também, no link acima indicado, os fins a que se destinavam estes moinhos, pois muitas vezes associamos os moinhos de vento apenas à moagem de trigo. Convém não esquecer a importância no passado dos moinhos como geradores de energia para muitos fins: serrações, estações de bombagem (óleo e água), moagem de outras sementes, etc.
Nos Países-Baixos muitos moinhos destinavam-se à bombagem de água para drenagem dos pólderes.
 
Pode também visitar o sítio oficial:
 
Da próxima vez que visitarem Amesterdão já sabem, Zaanse Schans não fica longe, um pouco a norte, podem dar um saltinho até lá.











Esta já foi mostrada noutro postal mas pertence aqui :-)

2 comentários:

  1. São tão lindos estes moinhos. De facto, caracterizam uma região.

    ResponderEliminar
  2. Uma fotoreportagem extraordinária. Penso que conseguiste, através das imagens, captar a "alma" da região.
    De facto, estes belos engenhos eólicos prestavam-se a muito mais tarefas que a da simples moagem destinada à panificação.

    ResponderEliminar