quinta-feira, 25 de julho de 2013

Aachen, a cidade de Carlos Magno

A catedral de Aachen

Outrora foi um dos centros do Mundo, que Carlos Magno elegeu como capital do Sacro Império Romano-Germânico.
Em francês o nome é Aix-la-Chapelle.
Recorri à Wikipedia e transcrevo "Aachen foi, de todas as cidades da Europa, a mais habitada e visitada por imperadores, reis e estadistas. Nela foram realizados, igualmente, vários concílios, sínodos e dietas, e solucionaram-se diversas questões políticas. Destacam-se a assinatura do tratado de maio de 1668, que pôs fim à guerra da Devolução, entre a Espanha e a França, a do tratado de outubro de 1748, conhecido como a Paz de Aachen, que determinou o final da Guerra da Sucessão da Áustria, e também o congresso de 1818, no qual foi sancionada a evacuação da França pelos aliados, após a derrota de Napoleão.
De 936 a 1531, os reis alemães foram coroados em Aachen. A cidade foi ocupada por tropas francesas em 1794 e mais tarde anexada 1801 pela França, passada à Prússia em 1815 e, de 1918 a 1930, a cidade foi ocupada pelos aliados como resultado da derrota da Alemanha na Primeira Guerra Mundial. Durante a Segunda Guerra Mundial, dois terços de Aachen foram destruídos por bombardeamentos aéreos. Foi também a primeira grande cidade alemã a ser libertada pelos Aliados, em outubro de 1944." (Fim de transcrição).
Mais informação aqui:
 
 
Clique para ver mais fotos na página seguinte...
 



 
 
 
 
 
 
 
Nobis Printen é uma antiga e histórica confeitaria, que desde 1858 fabrica as especialidades chamadas Aachener Printen,
A fotografia seguinte mostra uma montra com estas bolachas.
 
 
Por todo o lado a cidade estava engalanada com as bandeiras dinamarquesas, devido à visita da princesa da Dinamarca que participou num importante evento hípico.
 
 
Finalmente termino com uma cena de rua. A música tocava e um grupo de jovens dançava...
 
 

4 comentários:

  1. Gostaria de conhecer.

    Tb gosto muito das fotos.. mas isso nem vale a pena dizer! : )

    ResponderEliminar
  2. A cidade fica mesmo junto à fronteira com os Países Baixos e a Bélgica.
    As fotografias exteriores da catedral foram as mais difíceis. São panorâmicas feitas num espaço apertado; não mostrei o outro lado da catedral porque havia obras na fachada.
    A que mais gozo me deu foi a última dos jovens dançando, não só pelo motivo mas também porque consegui o efeito do movimento sem tripé e sem lente com redução de vibração :-)

    ResponderEliminar
  3. Conheço muito bem Aachen.

    O seu mercado de Natal é o meu favorito da NRW.

    As fotografias estão, como sempre, FABULOSAS.

    ResponderEliminar
  4. Optima reportagem, até me senti a fazer férias em Aachen!!!
    Grandiosa a catedral, as fotos estão todas muito boas.
    xx

    ResponderEliminar