segunda-feira, 5 de maio de 2014

Strammer Max


Na viagem de regresso de Bruges no fim de Março parámos numa área de descanso de uma autoestrada holandesa.
Ao contrário do que é habitual (na Alemanha e outros sítios :-) nesta área para descanso o restaurante e WCs eram do outro lado da estrada, tendo os utentes que passar por um túnel para peões por baixo da autoestrada.
Abstenho-me de comentar o interesse das autoridades locais na nossa saúde, em nos fazer andar um longo percurso, admitindo que porventura o exercício será benéfico, depois de algumas horas a conduzir, não pude deixar de me interrogar como será no Inverno, quando chover ou nevar.
O restaurante, talvez devido a ser meio da tarde, "estava às moscas". Lá se perguntou o que havia para comer.
Resposta: "Uitsmijter"!
Fiz uso da tradutora que ia comigo, e que percebe holandês, e a coisa foi traduzida para "Strammer Max" (em alemão).
Devem ter ficado a saber o mesmo. Agora traduzo eu, o Strammer Max é de confecção muito simples, não é mais do que uma sanduíche servida no prato, que consiste numa fatia grande de pão de mistura, coberto com ovos estrelados e algum fiambre ou bacon. Pode também levar mais ingredientes, queijo, tomate, rodelas de cebola, etc.  
Como já disse não havia mais clientes no restaurante mas a menina do balcão deu-me um aparelho, que mostro na fotografia, e disse-me que quando os pratos estivessem prontos, o dispositivo faria um beep e avisaria para eu os ir buscar ao balcão.
Achei graça, até pela funcionalidade, nada funcional, pelo serviço, que pagamos e não temos, e ainda por cima por ... não haver mais clientes. :-))
Infelizmente a fominha nem me deu tempo para tirar uma foto do Strammer Max mas podem ver e ler aqui na Wikipedia:
 
Strammer Max (foto de Kobako, obtida na Wikipedia)

1 comentário:

  1. Quando há fominha, tudo se come! : )
    Esse dispositivo tb existe aqui em alguns cafés.

    ResponderEliminar