sexta-feira, 20 de março de 2015

Um pseudo eclipse


Não, ainda não me "eclipsei" :-)
Quem não apareceu foi o Sol!
Apesar dos "Wetterfrösche" (traduzindo por sapos do tempo, que na gíria alemã são os meteorologistas) o "terem prometido".
O Sol pregou-nos a partida, ou melhor, as nuvens, porque o Sol está lá sempre.
Usando uma palavra bem portuguesa, recorri ao desenrascanço.
Aqui fica uma fotomontagem de como o eclipse seria visto aqui.
A imagem do Sol foi obtida ontem com um filtro especial (que já mencionei noutro postal). Hoje fotografei o céu e "recortei" o Sol com o contorno do crescente mostrado numa simulação de um planetário. 


1/8000s, F25, ISO 100, filtro Hoya NDx400

No caso de fotos do Sol sem filtros adequados a imagem fica quase sempre com exposição a mais e "queima", vendo-se apenas um círculo branco muito intenso.
Aqui o pontinho preto não é sujidade, mas uma mancha solar. Com sobre-exposição a mancha não seria visível.

Aproveito também para mostrar uma foto de um dos locais onde o Sol mais se "deixou tapar".
Uma foto tirada pela minha filha Sandra, enviada da Irlanda:



9 comentários:

  1. Oh primo eu não consegui ver nada e tenho estado a espera das tuas fotos. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Sempre sol e tempo bonito no Algarve e logo no dia do eclipse é que ele escondeu-se :-)
    beijinhos, prima!

    ResponderEliminar
  3. Pensei hoje em ti. Em Stade foi a mesma coisa: nevoeiro sem fim. Do eclipse, nada!
    Antigamente, quando não se podiam prever estes acontecimentos e eles, de repente, aconteciam, as pessoas acreditavam em castigos divinos. Pois, num dia como o de hoje, não notariam nada.
    Conclusão: não há castigo divino, devemos estar todos a portar-nos muito bem ;-)

    ResponderEliminar
  4. Cristina, muito bem observado, eu disse observado? ai esta língua é mesmo malandra :-)
    Hoje em dia é uma festa, imagino que houve escolas em que foi a semana toda a falar do eclipse :-)

    ResponderEliminar
  5. Henrique, amigo, nem mais!
    Essa é boa! Abraço

    ResponderEliminar
  6. Caro Luís,
    Aqui em Alfena, o sol também esteve envergonhado mas ainda se desvendou qq coisa através da máscara de soldagem... entre umas e outras pequenas abertas que iam surgindo! Teremos novas oportunidades daqui a alguns anos!!! até lá pode ser que alguém invente uma aspirador de nuvens!:))

    Grande abraço e Boa Páscoa

    ResponderEliminar
  7. Pois é Luís Teixeira, mesmo assim ficou o gozo da preparação e estudo fotográfico :-)
    Abraço!

    ResponderEliminar
  8. Pois, mesmo sendo o artista precavido, quando os deuses resolvem ocultar os seus mistérios, nada a fazer :-)

    De qualquer modo, viva a imaginação que com a sua generosidade soube dar forma à forma que dos olhos se ocultou!

    ResponderEliminar