sábado, 20 de outubro de 2012

Sanddorn

 
O espinheiro marítimo ("Sanddorn" em alemão), também chamado espinheiro-cerval marítimo ou falso-espinheiro, é um arbusto que na Europa Ocidental existe nas costas marítimas, onde os ventos com sal do mar impedem outras plantas maiores de crescer, mas na Ásia Central é mais difundida nas zonas semi-desérticas, e serve para combater a erosão.
O seu fruto é usado na preparação de cosméticos, xaropes e sumos. E eu até diria ... de gelados!, porque já provei um gelado de espinheiro-marítimo :-)
De nome latino Hippophae Rhamnoides, é uma planta empregada para prevenir a erosão do solo, além de servir como alimento e para a produção de medicamentos, devido ao seu conteúdo riquíssimo em vitamina C (695 mg por 100 gramas, muito superior a do kiwi e dos cítricos).
E, surpresa (?), mais de 90% da área de cultivo, cerca de 1,5 milhões de hectares, encontra-se na China.
A polpa do fruto em estado natural é muito ácida (adstringente) e oleosa, pouco agradável ao gosto. O congelamento diminui as propriedades adstringentes e assim a polpa pode ser consumida na forma de sumo ou na preparação de geleias, doces e licores.
Nesta região da Frísia de Leste, onde a planta existe nas costa e nas ilhas, um dos produtos mais típicos é o licor de Sanddorn (nome da planta em alemão).
 

 

3 comentários:

  1. Catarina, ainda não provei o licor, quando provar digo-lhe como é :-)

    ResponderEliminar
  2. Não só as fotografias desta fotogénica espécie arbustiva ficaram uma beleza, como ainda deu para acrescentar conhecimento sobre a sua diversidade de potencialidades.
    Como bem vês, as tuas cartas não só enchem o olho como também consolam o espírito.

    ResponderEliminar