quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Os Maias são bruxos!

Será isto o começo do fim do Mundo?
 
No princípio deste ano já aqui vaticinei que o fim do Mundo não iria acontecer este mês, nem pelo que dizem os Maias nem por outros oráculos.
Podem ver o meu postal de Janeiro passado:
 
Talvez nos próximos dias caia um avião, talvez haja um furacão ou maremoto, ou terramoto; embora não sejam acontecimentos desejáveis são possibilidades estatísticas. Mas logo os crentes nessas profecias irão dizer que alguma razão os Maias tinham.
Certo que o fim deste planeta acontecerá um dia e se não for por causas naturais quaisquer "seres inteligentes" tratarão de o fazer.
Alguns até, para que a profecia dê certo, poderão ser eles a provocar as desgraças!
Mas os Maias tinham de acertar e alguma desgraça tinha de acontecer, só não precisava de ter sido a 2 metros da nossa porta!
Olhei para as últimas folhas do Códice de Dresden e não me vi nenhum símbolo parecido com toupeiras!
Bem, na verdade está lá um símbolo com olhos que pode ser uma toupeira...
E lá diziam os Maias "uma desgraça nunca vem só!".
:-))))
 

Nota final, mas também aviso prévio:
Agradeço antecipadamente todos os comentários que naturalmente aparecerão com sugestões amigas e altruístas para solução do problema.
Aparelhos que vibram, bolinhas ou outros sucedâneos com odores anti-toupeiras, cabelos humanos, alhos, sementes variadas, sopradores de vento (com garrafas ou outros artefactos), barreiras artificiais subterrâneas até!, etc., tudo já foi tentado!
Qualquer sugestão seria menosprezar a inteligência da mais estúpida das toupeiras.
Já nem falo em armadilhas, ou outras medidas piores, porque é proibido maltratar os simpáticos bichinhos. E os animais são nossos amigos.
Na realidade só existem problemas quando existem soluções :-)
Há muito que as toupeiras deixaram de ser um problema, e só nos resta a coexistência pacífica :-)
Aliás elas já por cá andavam antes de nós chegarmos.
Na Primavera tapa-se tudo e replanta-se a relva. Depois o ciclo repete-se. 
C'est la vie :-)

5 comentários:

  1. Gosto muito dessa atitude Zen.
    Viver e deixar viver.....
    xx

    ResponderEliminar
  2. No passado, cada vez que a Lua se alinhava com o Sol, num eclipse, as pessoas acreditavam que o mundo iria acabar.
    Hoje rimos sobre isso.

    Actualmente, temos medo da inteligência artificial, das guerras nucleares e dos extraterrestres.

    Do que será que teremos medo daqui a mil anos?

    ResponderEliminar
  3. :-)
    Só extraterrestres muito estúpidos é que se arriscarão a vir até cá :-))
    A Teresa diz muito bem que hoje rimos de medos que os seres humanos tiveram no passado.
    Devia ser assim, mas pelo que vejo à nossa volta, muitos continuam a ter esses medos e a comportarem-se com se ainda vivessem na Idade da Pedra.
    O que se passou um pouco por todo o Mundo com esta história do calendário dos Maias é uma página negra do evolução do Homo Sapiens.

    ResponderEliminar
  4. Gostei deta tua forma poética e profética de encarar a situação :-)
    Há que saber lidar com as desgraças do mundo segundo a ordem e proporção.
    Afinal, se te faltassem estes pequenos "inimigos", com quem irias tu lutar?
    Abraço!

    ResponderEliminar