segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Papenburg

Fotografia semi-panorâmica de navio-museu no canal em frente à Rathaus (Câmara de Papenburg)

Papenburg, cidade mais a norte do distrito de Emsland, é a maior (35 mil habitantes) e mais antiga Fehnstadt da Alemanha.
Em tempos escrevi aqui um postal sobre a região frísia e os tempos do desbravamento das terras pantanosas, onde expliquei o que são os “Fehn”; daí esse nome de Fehnsatdt.
Papenburg é uma cidade com muitos canais, que antigamente foram os principais eixos de desenvolvimento. Originalmente foram construídos para drenar as regiões pantanosas, e depois se poder aproveitar a turfa, que era utilizável como combustível. Os canais foram eficientes rotas de transporte e, com o desenvolvimento da cidade, foram criados muitos de estaleiros de madeira, que construiram barcaças. No início, essas barcaças para o transporte da turfa eram rebocadas por homens, mais tarde por cavalos. (Aqui há mais informação).
Alguns canais têm réplicas de antigos navios de carga tradicionais. Existem também inúmeras pontes, algumas muito antigas, e do tipo basculantes, que permitiam a passagem dos navios.



Com essa tradição na construção é fácil perceber por que razão em Papenburg, que dista bastantes quilómetros do mar, existe um dos estaleiros de construção naval mais importantes do Mundo.
Os estaleiros Mayer Werft, cujo origem remonta a 1795 (primeiro com navios em madeira e em 1874 com o início das construções em ferro), empregam 2300 pessoas, e constroem os maiores navios de passageiros do Mundo. O último foi mais um da companhia Disney, o Disney Fantasy, cuja viagem inaugural será em Março.
http://www.meyerwerft.de/page.asp?main=0&subs=0&websub=m1s0&lang=e

Já aqui mostrei um desses navios no seu percurso para o mar através do rio Ems.
http://postaisalemanha.blogspot.com/2010/03/315-metros-de-navio.html
http://postaisalemanha.blogspot.com/2010/11/disney-dream-2-parte.html

Normalmente os estaleiros têm capacidade para construirem 3 desses “monstros do mar” por ano.
Deixo-vos com uma selecção de fotos que fui tirando nas minhas vistas a Papenburg.


Se, porventura o slide aparecer em formato de miniatura sugiro recarregar a página :-)

2 comentários:

  1. Viva,
    Caro amigo, como bem sabes passo por aqui frequentemente para ficar a par das novas de que vais dando nota... ainda que nem sempre deixe comentário.
    Pelos vistos, continuas bem regrado na alimentação... a ver pelo rasto fotográfico que vais deixando. Esperemos que nenhum médico zeloso aqui venha “cheira”, evitando-se assim comentários menos "agradáveis" sobre o "hediondo" malefício do colesterol ;-)
    Bonitas imagens de Papenburg, seguramente, produto de esforçadas caminhadas para iludir a má impressão do miserável médico imaginário anti-colesterol.
    Acima de tudo, diverte-te e vai-nos prendando com as melhores notícias que puderes das terras dos teutões.
    Grande Abraço,

    ResponderEliminar
  2. Luís,

    Que lugar tão aprazível! É mesmo o lugar que gostaria de visitar.

    Imagino-me sentada num dos bancos do jardim a contemplar o riacho ou/e sentada no café Seasons para um lanche bem alemão e descansar após quilómetros e quilómetros palmilhados ....

    Nunca fui à Alemanha. Quem sabe se um dia ainda planeia uma breve estadia nesse país. Terei que ir a Roma primeiro.

    Abraço

    ResponderEliminar