quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Texturas


A primeira fotografia é uma vista aérea das pistas de Nazca, marcas inexplicáveis na cordilheira dos Andes. Esta foto é um melhoramento obtido com técnica de fotografia com luz infra-vermelha...


A segunda fotografia, tirada de um pormenor de um mapa de um fractal, mostra como o infinitamente pequeno pode ter muitas semalhanças com a macro-fotografia anterior...

E dizem os leitores: é tudo "bullshit""!
Será?


E digo eu:  têm toda a razão :-)
Ambas as fotografias são texturas que fotografei do gelo, fustigado pelo vento, no carro que estava lá fora...
Optei por não vos maçar com estudos teóricos de como o gelo se forma numa superfície apreciavelmente polida como é a superfície de um carro, mas atrevo-me a deixar-vos a ideia que tudo começa pelos chamados "pontos de nucleação", tal e qual como a formação das bolhas de vapor numa panela a ferver...
:-)


2 comentários: